Ônibus autônomo já é realidade

02 de de 2018

Mercedes-Benz revela tecnologia de segurança ativa, com piloto automático adaptativo para ônibus rodoviários

 

Um impressionante sistema que acelera e freia sem a intervenção do motorista, mantendo distância prudente em relação ao veículo à frente até 200 metros, mesmo em situação de neblina, é a mais recente novidade tecnológica nos ônibus Mercedes-Benz. Os veículos de transporte coletivo, referência na área, foram equipados com o avançado piloto automático adaptativo (ACC), já disponível para os chassis rodoviário O 500 RS e RSD. Assim, a marca antecipa uma ferramenta de segurança e conforto para os ônibus do futuro, quando eles chegarem ao país.

O piloto automático adaptativo foi a grande atração da Mercedes-Benz da Lat.Bus & Transpúblico 2018, o maior evento do setor na América Latina, que aconteceu em São Paulo. O sistema vai além do piloto automático convencional – que mantém uma velocidade constante do veículo conforme determinado pelo motorista – proporcionando mais segurança para passageiros, motorista e outros veículos da via. Com isso, reduz riscos de acidentes e garante menor stress ao condutor.

Sob o mote “Pensando no coletivo. Pensando no futuro”, o estande da marca na feira trouxe ainda outros destaques, como as tecnologias que asseguram economia no consumo de combustível e redução de emissões de poluentes.

 

Autonomia

Por meio de sensores na dianteira, se o condutor não reagir, o piloto automático adaptativo entra em ação, freando ou acelerando imediatamente para evitar o impacto. O sistema se desabilita a uma velocidade menor que 15 km/h. Independentemente de sua ativação, o motorista tem total autonomia para acelerar ou frear, bastando usar os pedais para isso. Ou seja, o condutor tem sempre o domínio do veículo.

Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil afirma que a introdução do ACC na linha rodoviária O 500 representa um importante passo da empresa no rumo do ônibus autônomo com sistemas ativos de segurança no Brasil. Isso também ocorreu com o sistema de frenagem de emergência AEBS, disponível para modelos O 500.

“Assim, estamos antecipando tecnologias já presentes no inovador Future Bus Mercedes-Benz na Europa, que demonstrou sua eficiência e confiabilidade em trechos de circuito fechado de BRT na Holanda. Ou seja, sensores, câmeras, sistema de navegação GPS controlado por satélite e conectividade, naturalmente serão a referência para o desenvolvimento e operação do nosso futuro ônibus autônomo aqui no Brasil. Temos conhecimento e ampla experiência para isso”, sentencia Barbosa.

O piloto automático adaptativo da Mercedes-Benz é indicado para médias e longas distâncias rodoviárias, especialmente para aquelas caracterizadas por retas intensas e declives acentuados, muito comuns no Brasil e na América Latina. Também é ideal para trechos de serra, com muitas curvas e neblina, pelo fato de identificar veículos à frente e, automaticamente, frear ou acelerar, conforme a situação.

Com isso os ônibus rodoviários O 500 passam a oferecer 14 itens de segurança, ficando a critério do cliente escolher o pacote mais adequado a suas demandas e operações de transporte. “Desempenho, consumo de combustível e custo operacional são itens essenciais, assim como segurança e conforto. Aí entram os recursos tecnológicos, que vão garantir melhor dirigibilidade para o condutor e qualidade aos passageiros. E qual o custo disso? Quanto custa uma vida? Se pudermos evitar um acidente de pequena ou grande dimensão, o investimento já valeu”, comenta Dirceu Rigotti, gerente de departamento de veículos novos da DVA.

A família dos ônibus Mercedes-Benz O 500 é a mais moderna e avançada, desenvolvida no conceito modular, que permite receber todos os tipos de carroçarias.

 

Itens de segurança em ônibus rodoviários O 500

1.                   ACC (Active Cruise Control) – piloto automático adaptativo

2.                   AEBS (Advanced Emergency Braking System) – sistema de frenagem de emergência

3.                   LDWS (Lane Departure Warning System) – sistema de aviso de faixa

4.                   TPMS (Tyre Pressure Monitoring System) – sistema de monitoramento da pressão e temperatura dos pneus

5.                   Retarder – sistema auxiliar de freio

6.                   Top-Brake – freio-motor auxiliar

7.                   Suspensão com sistema anti-tombamento

8.                   ABS – sistema anti-travamento

9.                   ASR – sistema de controle de tração

10.                EBS – sistema eletrônico de freios

11.                ECAS – suspensão pneumática controlada eletronicamente

12.                ESP – controle eletrônico de estabilidade

13.                Eixo ERA direcional: maior estabilidade

14.                Freio a disco